skip to Main Content

Lesão do Menisco

Introdução

A lesão do menisco é muito comum e geralmente ocorre após uma torção do joelho ou através do desgaste progressivo da articulação ao longo do envelhecimento. Os principais sintomas provocados são: dor, inchaço, estalos e sensação de travamento do joelho. Entretanto, nem todas as lesões causam sintomas e necessitam de tratamento.

Saiba mais sobre o menisco e suas lesões no artigo abaixo.

O que é o menisco?

Os meniscos são duas estruturas em formato de ‘’C’’, compostas por fibrocartilagem e que estão localizadas na articulação do joelho, entre o fêmur (osso da coxa) e a tíbia (osso da perna). O menisco medial se localiza na região interna (lado de dentro) e o menisco lateral na região externa (lado de fora) do joelho.

Lesão do Menisco | Dr. Guilherme Losso

A sua principal função é absorver e transmitir o peso que passa através do joelho, além de contribuir para estabilidade da articulação.  O menisco pode ser dividido em 3 porções: corno anterior (região da frente), corpo (região central) e corno posterior (região de trás). As regiões do corno anterior e corno posterior possuem uma fixação na tíbia denominada raiz meniscal anterior e posterior respectivamente.

Como ocorre a lesão do menisco?

As lesões meniscais podem ser classificadas como agudas (recentes) ou crônicas (antigas). As lesões agudas geralmente ocorrem após uma torção do joelho na posição fletida (dobrada). Já as lesões crônicas, podem ser degenerativas (do envelhecimento) ou lesões traumáticas não tratadas.

Como ocorre a lesão do menisco? | Dr. Guilherme Losso

Algumas pessoas possuem um menisco mais móvel e espesso, num formato de disco, chamado menisco discóide.  Indivíduos com menisco discóide possuem um maior risco de apresentarem uma lesão do menisco.

Quais são os tipos de lesão do menisco existentes?

As lesões do menisco podem ser classificadas em radiais, longitudinais, horizontais, oblíquas, flaps e complexas a depender do plano por onde a lesão ‘‘corta’’ o menisco.

Tipos de lesões | Dr. Guilherme Losso

Quais são os sintomas de uma lesão do menisco?

As lesões podem provocar dor nas regiões laterais ou na parte de trás do joelho, inchaço, estalos e sensação de travamento durante a movimentação. No entanto, em grande parte dos casos, o paciente não apresenta sintomas, como ocorre em grande parte das lesões degenerativas.

Como é realizado o diagnóstico de uma lesão do menisco?

O diagnóstico da lesão do menisco é realizado através da avaliação médica pelo Ortopedista e confirmado com um exame de ressonância magnética do joelho.

Diagnóstico de uma lesão do menisco | Dr. Guilherme Losso
Imagem de ressonância magnética do joelho numa visão lateral (em perfil). A imagem à esquerda demonstra um menisco lateral sem lesões e na imagem à direita é indicada pela seta uma linha branca que atravessa o corno posterior do menisco lateral, indicando uma lesão do tipo vertical.

Como é o tratamento da lesão do menisco?

O tratamento da lesão do menisco pode ser conservador (não cirúrgico) ou cirúrgico. O tipo de tratamento a ser empregado irá depender de aspectos do paciente e da lesão. Dito isto, nem toda lesão meniscal irá necessitar de cirurgia.

Como é o tratamento não cirúrgico e quando ele é indicado?

O tratamento conservador da lesão do menisco é amplamente utilizado e envolve o uso de medicações para dor, compressa fria, repouso, infiltração do joelho, fortalecimento muscular e fisioterapia. Ele pode ser utilizado no caso de lesões que não provocam sintomas, lesões pequenas, estáveis e degenerativas.

Como é o tratamento cirúrgico e quando ele é indicado?

A cirurgia geralmente é indicada no caso de lesões grandes, recentes, instáveis e que geram sintomas mesmo após um tratamento conservador. O tratamento cirúrgico é realizado através da artroscopia do joelho.

As principais cirurgias para o tratamento da lesão do menisco são: meniscectomia parcial, reparo da lesão ou transplante de menisco.

  • Meniscectomia parcial: envolve a raspagem e retirada de parte do menisco lesionado. É geralmente empregada em lesões antigas, degenerativas, em pacientes de idade avançada e em lesões não passíveis de reparo.
    Meniscectomia Parcial | Dr. Guilherme Losso
    Meniscectomia Parcial
  • Reparo: é realizado com o objetivo de cicatrizar a lesão e preservar o menisco. Para isto, é realizada a sutura da lesão com pontos. O reparo é indicado nos casos de lesões recentes, em pacientes jovens e ativos, lesões passíveis de reparo e nos casos de lesão concomitante do ligamento cruzado anterior.
    Reparo do Menisco | Dr. Guilherme Losso
    Reparo do Menisco
  • Transplante meniscal: é realizada a reinserção de um menisco proveniente de um doador cadáver. O transplante é indicado no caso de pacientes jovens que foram submetidos no passado a uma meniscectomia total ou quase total e que desenvolvem dor no joelho que persiste após o tratamento clínico.

Como é uma artroscopia do joelho?

A artroscopia é uma cirurgia realizada através de um instrumento chamado artroscópio, que contém uma câmera, conectada a uma fonte de luz e a um monitor.

Este instrumento é inserido na articulação do joelho através de pequenos cortes, menores do que 1 cm, junto a outros instrumentos para apalpar, segurar e cortar as estruturas desejadas. A artroscopia possui diversas vantagens como: tempo de cirurgia menor, menor risco cirúrgico e recuperação mais rápida e com menos dor.

Como é a recuperação após a cirurgia?

A reabilitação irá depender do tipo de cirurgia que foi realizada. No caso de uma meniscectomia, a recuperação é mais rápida e envolve fisioterapia e um repouso breve de poucas semanas. No caso de um reparo do menisco, a reabilitação costuma ser mais prolongada, visando a proteção do reparo realizado e à cicatrização da lesão. O tempo de recuperação neste caso irá depender do tipo, tamanho e localização da lesão.

Back To Top