skip to Main Content

LCA – Ligamento cruzado anterior

Introdução

O ligamento cruzado anterior (LCA) tem um importante papel na estabilização do joelho, por impedir uma movimentação anterior anormal da perna em relação à coxa. A lesão do LCA é considerada uma das lesões ligamentares mais comuns do joelho.

O tratamento deve visar à prevenção de lesões secundárias da cartilagem e meniscos devido à instabilidade adquirida com a lesão. Confira maiores detalhes sobre o LCA e a sua lesão no artigo abaixo.

O que é o ligamento cruzado anterior?

O LCA é um ligamento localizado no centro do joelho, que conecta o fêmur (osso da coxa) à tíbia (osso da perna). A sua lesão é considerada uma das lesões ligamentares mais comuns do joelho.

O LCA possui um importante papel na estabilização do joelho, por ser o principal restritor à movimentação anormal para frente da perna em relação à coxa. Ele possui também um papel secundário na restrição de movimentos rotacionais e angulares da perna.

LCA - Ligamento Cruzado Anterior | Dr. Guilherme Losso

Como o LCA é rompido?

A lesão do LCA geralmente ocorre após uma torção na região do joelho, causada por movimentos rotacionais, aterrissagem de saltos, mudança de direção e desaceleração. A sua lesão pode ser completa, parcial ou apenas um estiramento das suas fibras.

LCA - Ligamento Cruzado Anterior | Dr. Guilherme Losso

Quais são os sintomas apresentados após a lesão do LCA?

Os sintomas apresentados irão depender do tempo de lesão. Na ocasião da lesão, o indivíduo pode sentir um estalo, seguido de dor que o incapacita de manter a atividade que estava fazendo. O joelho rapidamente incha, podendo apresentar limitação na sua mobilidade.

Com o passar dos dias, o inchaço e a dor regridem, e são substituídos por uma sensação de falseio e instabilidade. A persistência de dor e inchaço tardiamente pode ser um sinal de lesão associada do menisco ou da cartilagem.

Como é realizado o diagnóstico da lesão do cruzado anterior?

A suspeita da lesão do LCA é feita através da avaliação clínica realizada pelo médico Ortopedista e confirmada por uma Ressonância Magnética do joelho. A importância da ressonância se deve não apenas pelo diagnóstico da ruptura do LCA, mas também para a pesquisa de lesões associadas do menisco e da cartilagem.

LCA - Ligamento Cruzado Anterior | Dr. Guilherme Losso
Imagens de ressonância magnética do joelho em corte sagital (em perfil), demonstrando o LCA íntegro (seta branca) e um LCA com ruptura completa das suas fibras (seta verde).

Como é o tratamento da lesão do LCA?

Imediatamente após a lesão é indicado repouso, imobilização do joelho para controle da dor, uso de compressa fria e o uso de analgésicos e anti-inflamatórios.

O LCA não possui uma adequada capacidade de cicatrização. Deste modo, na maioria dos casos o tratamento cirúrgico é indicado, visando restituir a estabilidade do joelho e prevenindo a ocorrência de lesões associadas do menisco e da cartilagem, o que levaria a uma degeneração acelerada da articulação e artrose.

Quando o tratamento conservador (não cirúrgico) pode ser indicado?

O tratamento conservador pode ser uma opção nas seguintes situações:

  • lesões parciais ou completas que não causem sintomas de instabilidade
  • pessoas que exerçam atividades de baixa demanda
  • indivíduos com um estilo de vida sedentário
  • idade avançada
  • jovens que desejam mudar o seu nível de atividade e que abdiquem de atividades com movimentos rotacionais, aceleração/desaceleração, saltos e mudança de direção.

O tratamento conservador é baseado num programa de reabilitação supervisionada, através de exercícios com um fisioterapeuta. Caso o paciente apresente sintomas de instabilidade mesmo após o programa de reabilitação, a cirurgia deverá ser indicada.

Como é realizada a cirurgia para reconstrução do LCA?

A cirurgia é realizada através da artroscopia. Para isto, são utilizadas incisões pequenas o suficiente para a passagem da câmera e de pinças especiais para a realização da cirurgia. O objetivo da cirurgia é criar um ‘’novo’’ LCA através do uso de enxertos de tendões que são retirados do próprio paciente.

O enxerto possui uma resistência superior ao LCA rompido e ele é fixado na posição anatômica do LCA original. Para isto, túneis são criados no osso do fêmur e da tíbia, por onde o enxerto é passado, assumindo uma posição central e anatômica dentro do joelho. Por fim, o enxerto é fixado nas suas duas extremidades por parafusos de interferência ou botões que se apoiam na superfície do osso.

Cirurgia para reconstrução do LCA
Cirurgia para reconstrução do LCA

 

Artroscopia do Joelho | Dr. Guilherme Losso
Artroscopia do Joelho

Quais são as opções de enxerto mais utilizadas para a reconstrução do LCA?

Os enxertos mais comumente utilizados são os de tendões flexores (grácil e semitendíneo) e do tendão patelar. Outras opções incluem enxertos do tendão do quadríceps e enxertos de banco de tecidos (doador cadáver). A escolha do enxerto a ser utilizado em cada caso é individualizada, levando em consideração diversos aspectos de cada indivíduo.

Enxerto quádruplo dos tendões semitendíneo e grácil
Enxerto quádruplo dos tendões semitendíneo e grácil

 

Ilustração dos Tendões

Como é a reabilitação após a cirurgia?

O paciente submetido à reconstrução do LCA já é estimulado nos primeiros dias após a cirurgia a mover o joelho normalmente e a apoiar parcialmente o peso do corpo no membro operado, com o auxílio de muletas. A reabilitação deverá progredir até que seja atingido um arco de movimento completo, bom equilíbrio, ativação muscular adequada e força semelhante ao lado não operado.

Cada caso é individualizado e variações do protocolo de reabilitação podem ser adotadas no caso de outras cirurgias associadas à reconstrução do LCA, como o reparo do menisco ou da cartilagem por exemplo.

É possível voltar a praticar um esporte de alto rendimento após a lesão do LCA?

Sim, é possível! A cirurgia de reconstrução do LCA tem como objetivo devolver a estabilidade do joelho, possibilitando o retorno ao esporte de interesse.

LCA - Ligamento Cruzado Anterior | Dr. Guilherme Losso

Em quanto tempo posso voltar a praticar o meu esporte de interesse?

Esta decisão é individualizada e irá depender de como anda a progressão do paciente nos estágios de reabilitação da fisioterapia. Antes de liberar um retorno completo a um esporte de contato físico e que envolva movimentos de aceleração/desaceleração, saltos, movimentos de rotação e mudança de direção, é importante que seja atingido um arco de movimento completo, bom equilíbrio, ativação muscular adequada e força semelhante ao lado não operado.

Em média, tais objetivos podem ser alcançados em 9-12 meses. Algumas atividades como bicicleta, corrida em linha reta, natação e musculação são liberadas antes, ao longo da reabilitação.

O que é o Ligamento Anterolateral (LAL)? Quando a sua reconstrução é indicada?

O ligamento Anterolateral é uma estrutura localizada externamente à articulação do joelho e que pode ser lesionada junto ao LCA. A sua principal função é restringir movimentos rotacionais da perna em relação à coxa. Estudos demonstram que a reconstrução combinada do LCA e do LAL em casos seletos diminui o índice de relesão do LCA no joelho operado.

A reconstrução combinada pode ser indicada em casos de instabilidade rotacional severa, pacientes jovens do sexo feminino, lesões antigas do LCA, frouxidão ligamentar excessiva, revisão de cirurgia do LCA (tratamento de uma relesão do LCA) e em praticantes de esportes de alto risco para relesão.

Imagem ilustrativa da reconstrução combinada do LCA e LAL
Imagem ilustrativa da reconstrução combinada do LCA e LAL
Back To Top